Na semana passada publicamos um artigo explicando a influência das “bactérias do bem” no bom funcionamento do organismo. Clique aqui caso não tenha lido. Hoje vamos explicar como cultivá-las. A médica Nathasha Campbell propõe um tratamento composto por 3 pilares:

1 – DIETA ADEQUADA:

Como o glúten e a caseína foram detectados na urina dos autistas, esquizofrênicos, depressivos, psicóticos, a médica prescreve uma dieta baseada em alimentos mais naturais possíveis, sem estas substâncias. Deve-se, portanto, evitar:

  • Processados;
  • Grãos: trigo, arroz, centeio, tapioca, quinua, cuscus;
  • Vegetais ricos em amido: batata, batata doce, inhame, alcachofra;
  • Açúcar ou qualquer alimento que tenha açúcar;
  • Feijão, ervilha, soja;

Para maiores informações sobre este tipo de alimentação acesse: www.gaps.me ou www.scdiet.org – lembrando que você deve consultar um profissional da área para que seja definido a melhor dieta para você, sem generalizações ou modismos!

2 – SUPLEMENTAÇÃO:

  • Probióticos terapêuticos – são as bactérias do bem cultivadas em suplementos nutricionais ou comida fermentada. São eles: carne fermentada, kefir, peixe fermentado, kombucha, grãos fermentados.
  • Gordura essencial – Nosso cérebro é composto por 60% de gordura. Muitos hormônios, neurotransmissores e outras substâncias ativas são compostas por gorduras, portanto ela é muito importante na nossa dieta. Utilizar sempre a gordura animal e evitar a gordura processada.
  • Vitaminas e minerais – reposição de substâncias que faltam no organismo.

 

3 – DESINTOXICAÇÃO E MUDANÇA NO ESTILO DE VIDA:

Não adianta repor vitaminas ou “bactérias do bem” se seu estilo de vida for sedentário e sua a alimentação estiver inadequada. Existe sim uma predisposição genética para algumas doenças, mas antes que esta predisposição se concretize em doença, as circunstâncias precisam trabalhar nesta direção. Foram feitos estudos com gêmeos que possuem uma genética semelhante e expuseram eles a diferentes contextos, dietas e estilos de vida. Eles desenvolveram diferentes problemas de saúde. Natasha acredita ainda que o que comemos é capaz de alterar nossa genética. Portanto, vamos assumir as rédeas de nossas vidas! Não se vitimize, você é totalmente capaz de mudar seu futuro.